Notícia

27/10/2020 às 13h20

147

Ascom

Oeiras / PI

CNBB Convida a População Brasileira para iniciativa coletiva no dia de finados
Por causa da pandemia a CNBB incentiva o plantio de árvores no lugar da tradicional visita aos cemitérios no dia 02 de novembro.
CNBB Convida a População Brasileira para iniciativa coletiva no dia de finados
Foto: Tainá Aragão - Cáritas Brasileira

No próximo dois de novembro, Dia de Finados, a população brasileira está convidada a unir-se à iniciativa da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) que estimula o plantio de uma árvore em memória dos entes falecidos. De acordo com o bispo auxiliar do Rio de Janeiro e secretário-geral da CNBB, dom Joel Portella Amado, “esse gesto, além de evitar as tradicionais aglomerações nos cemitérios, liga-se também à triste destruição ecológica decorrente das queimadas em algumas regiões do país”.

A campanha convida as pessoas a também publicarem a sua foto no Instagram plantando a árvore e contando a história de quem recebe a homenagem. Basta fazer uma foto e publicar na plataforma usando a hashtag #CuidarDaSaudade.  As fotos serão publicadas no hotsite da campanha, que está hospedado no site da CNBB: https://www.cnbb.org.br/cuidardasaudade/

 

Cuidar da saudade e da Casa Comum - A iniciativa tem como slogan “É tempo de cuidar da saudade e da Casa Comum” faz parte da Ação Solidária Emergencial da Igreja no Brasil “É Tempo de Cuidar”. A Ação Solidária, criada pela CNBB e pela Cáritas Brasileira desde o início da pandemia da Covid-19, tem como objetivo estimular diversas iniciativas de cuidado com o próximo, desde a arrecadação e distribuição de doações até a ajuda nos campos religioso, humano e emocional. A ação do Dia de Finados também conta com a participação da Pascom Brasil e da Signis Brasil.

 

 

O convite para plantar uma árvore no Dia de Finados, segundo dom Joel, é feito a “todos que experimentam a saudade e se angustiam com a devastação ambiental”. Dentro da perspectiva ecológica, a CNBB indica o plantio de árvores nativas de cada região e, se possível, árvores alimentícias. Além disso, é recomendável que se evitem sementes, fazendo o plantio a partir de mudas, com procedência garantida.

FONTE: Cáritas Brasileira

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2020 - Todos os direitos reservados - Cáritas Diocesana de Oeiras Piauí
desenvolvido por: Site desenvolvido pela Lenium